Tchau “Eu”

Já não há em mim a insistência de antes Agora já vejo findarem desilusões Encontrar-me-ei comigo mesmo Ninguém poderá me julgar Pois estarei sozinho Imerso em minhas ideias Não haverá porque esconder meus pensamentos nas noites escuras Pois não haverá  luz ou trevas Haverá ideias Não terei de abafar o pranto em um travesseiro macio Pois estarei com as lágrimas que […]

Continue lendo

Nós

Nós somos o que restou Daquele velho instante Em que nada era errante Nós somos o que acabou Naquela hora tão marcante Em que tudo era radiante Nós também somos o que viveu Mesmo que um tanto distantes Do que éramos antes Mas talvez sejamos só nós Enlaçados nessa fita comprida A que muitos chamam de vida

Continue lendo

Jovem

Quero o fim das religiões Dessas que põem grilhões Pois elas não passam, na verdade De ladras da liberdade Eu é que sou livre Não creio em nada Não há o que me prive De minha própria derrocada Sou o vanguardista Crítico da hipocrisia Um jovem ultra modernista O terror da burguesia Dos homens-papagaios, sou o melhor Entoo a mais […]

Continue lendo

Qual a probabilidade?

Talvez eu não queira, talvez eu queira.  Talvez me abrace, talvez me ignore.  Talvez te abrace, talvez te ignore.  Talvez te odeie, talvez te ame. Talvez te diga, talvez não diga.   Talvez eu corra, talvez eu fique.   Talvez eu chore, talvez eu sorria.   Talvez me ame, talvez me odeie.  Talvez me queira, talvez me recuse.  Talvez te queira, talvez te recuse.   Talvez eu viva, talvez eu morra.   Talvez eu sente, talvez eu fique em pé.   Talvez peça desculpa, talvez não me arrependa.   Talvez eu durma, talvez eu fique acordada.   Talvez eu saia, talvez eu fique em casa.  Talvez eu estude, talvez eu não estude.   Talvez chova, talvez faça sol.   Talvez eu sinta, talvez eu não sinta.   Talvez eu não queira sentir, talvez eu queira sentir.   Talvez […]

Continue lendo
1 2 3 4