• Poema

    Deus ex machina

    Inverossimilidade da solução,Falta de uma resoluçãoProblemas maiores que eu,Os quais não posso suportar.Quando será seu apogeu? Máquinas, ideologias, filosofiasTodas, Deus ex machina¹Ineficientes, quanto a tudoPrepotententes, quanto a todosPlacebos funestos, é o que são. Paz, amor, honestidadeÉ o que clamam, tolos.Inexistentes são tais fatores,Em tão corruptas mentes,Tão venenosos pensamentos. Soluções mágicas não existemTão pouco, Deus ex machinaContudo, Deus ex sua natura divina², simDeus autem pacis, amor et probitatis³.Em nosso ser, impossíveis, não nEle. ¹-Expressão em Latim que designa uma resolução inverossímil dada a um problema dramático. Tradução livre: Deus a partir da máquina²-Tradução livre: Deus a partir de sua natureza divina ³-Tradução livre: Deus de paz, amor e honestidade

  • Poema

    O Tempo

    Ó tempo, cruel e evasivo,Tudo rouba, o que outrora fora,Já não mais sendo.Amizades, coleguismo,Meros desconhecidos.Surrupia os “para sempre”,Que, agora, para sempre se foram.Lembranças de um passado utópico,É o que me resta,Se também estas, não decidir levar.O que mais há de roubar?

  • Atenciosamente, eu,  Série,  Visão do Autor

    Carta aos censores

    Caro leitor, O Dicionário Michaelis dá a seguinte definição a palavra censura: “Censuracen·su·raSubstantivo Feminino1 Ação ou efeito de censurar.2 Exame de trabalhos artísticos ou de material de caráter informativo, a fim de filtrar e proibir o que é inconveniente, do ponto de vista ideológico ou moral.” É sabido que há séculos, grupos, governos, ideologias, instituições e tantos outros componentes da ordem social à qual pertencemos atuam com mão de ferro para barrar pensamentos que divergem do aceito por tal grupo. Cito aqui alguns desses acontecimentos históricos, para posteriormente nesse texto, relatar a forma de censura que vemos ainda hoje, atuante em nossa sociedade. Entre os anos de 1559 até quatro…

  • Atenciosamente, eu,  Série,  Visão do Autor

    Carta a uma sociedade fascista e supremacista

    Caro leitor, Se você me acompanha, sabe que em todos os textos que escrevo nessa série, tento deixar minhas críticas em relação a ambos os lados, direita e esquerda; mas, hoje isso seria uma comparação injusta. Um dia em que tivemos grupos liderados por uma neonazista declarada indo fazer “manifestação” (lê-se terrorismo) com máscaras brancas e tochas nas mãos (parece que isso me lembra alguma coisa), pedindo o fim de uma instituição democrática. Nesse mesmo dia, um grupo de hackers indica ligação de grupos da extrema-direita de todo o mundo ao tráfico de pessoas. Ainda hoje, diversas manifestações contra o fascismo ocorreram em vários lugares do mundo, com a principal…

  • Atenciosamente, eu

    Carta a toda a sociedade

    Caro leitor, Eu havia me esquecido dessa série, na verdade, estava querendo me desligar de assuntos polêmicos, porque são exaustivos, e eu queria paz. Contudo, nosso país se encontra em uma época em que pedir paz é ser insensato ao ponto de negar a realidade. Certa vez, Martinho Lutero afirmou que deveríamos buscar “a paz, se possível, mas a verdade a qualquer preço”. Vivemos em um país polarizado, com ambos os lados em seus extremos, o diferente é combatido, e o sensato é chamado por ambos os lados de “isentão”. Concordo que não devemos ser isentos em relação a opressões, mas o mundo está bipartido, e isso faz muito mal…

  • Poema

    Era uma vez nas Américas

    Era uma vez uma história de quase amorEle, apaixonado, ela nem ligavaEle tentava, ela o ignoravaEle implorava, ela pisavaE ainda assim, ele continuava Ela ordenava, ele obedeciaEla o elogiava, ele sorriaEla fingia, ele acreditavaNo fim, ele a perdoava Ele, América do SulQuem sabe, o BrasilEla, a América do Norte,Prepotente e arrogante Ele, fantoche inerteEla manda e desmanda De lobby, ela entende Afinal, a quem queremos enganar?Republiqueta das bananasColônia de exploração espontâneaÉ fato, sempre foi assim, pra que mudar?Quem há de mudar?Quiçá, um dia, quem sabe.

  • Visão do Autor

    A “gripezinha” mortal de um presidente “atleta”

    Em dezembro de 2019, foram registrados os primeiros casos de Covid-19, doença causada pelo vírus Sars-Cov-2, na província de Wuhan, na China. A enfermidade supracitada acomete o sistema respiratório, causando pneumonia, e podendo levar à morte. Em 11 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde declarou pandemia e, emergentemente, os governos mundiais estão decretando situação de calamidade pública ao passo que ditam quarentena a suas populações.O Brasil (lê-se governos estaduais e municipais), seguindo o restante do mundo, está, gradativamente, fechando comércios e fronteiras, e estabelecendo restrições de circulação. Com tais medidas, grupos de pessoas começaram a indagar sobre a real participação da China e seus parceiros, na disseminação,…

  • Atenciosamente, eu,  Série

    Carta a uma sociedade

      Caro leitor, É evidente o empenho dos três poderes em manter nosso país em um marasmo econômico, social e político. E toda essa falta de princípios se estende também a uma parte da população. Nossa sociedade está passando por um processo de normalização de atitudes de autoritarismo.Durante uma entrevista na rádio Jovem Pan, o jornalista, fundador do site de notícias “The Intercept”, Glenn Greenwald, é atacado pelo exponente do jornalismo brasileiro, Augusto Nunes. O que era pra ser uma entrevista com respeito bilateral se transformou em um espetáculo de mal-caratismo de ambas as partes, mas especialmente do brasileiro, que além de agredir o americano, insinuou que o mesmo deveria…

  • Atenciosamente, eu,  Série

    Carta aos desavisados

    Caro leitor, Há muito que não escrevo nessa série que tanto me agrada, onde posso, com a clareza dos fatos, explanar minha visão sobre as ocorrências do cotidiano. Esse era para ser um quadro que levasse ao pensamento crítico e democrático, mas vejo, na sociedade, um movimento inverso.Em 1940, os alemães inauguraram, durante ocupação na Polônia, os famosos “guetos”, locais designados para isolar judeus do restante da civilização.Consequência: nos cinco anos que se sucederam, mais de seis milhões de mortes arbitrárias ocorreram na Alemanha e nos demais países em que o Nazismo imperava.Há alguns anos que a China vem instalando sofisticados sistemas de “segurança”. Cuidado, tudo que você faz e…

  • Visão do Autor

    O genocídio

    Como pode o ser humano, com tamanho afinco, tentar a cada dia, enriquecer-se às custas da morte do que o mantém vivo? Qual é o preço de tamanha ganância? As florestas sussurram, e o céu se torna cinza, anunciando dias de desespero. “Interesse na Amazônia não é no índio nem na ***** da árvore, é no minério”, diz Bolsonaro, o ilustríssimo presidente da República das bananas. Claramente, o dinheiro será muito útil em um planeta inabitável. De que valerão alguns dólares em um planeta no qual consumir alimentos naturais, sem intervenção da engenharia genética, será luxo?Como descrito na música “Admirável chip novo”, de autoria da cantora Pitty, somos a todo…