Sua Morte e o Morrer

Carta ao meu amado brinquedo,
Não foi difícil enganá-lo, pois era inocente sentimentalmente, mal sabia como gostar de alguém. Já não é fácil estar aqui, sente que existe, mas não vive, pois fiz questão de ser tudo que você tinha. Assim doeria mais, depois que eu o deixasse, e não foi complicado ser único para você, pois era pequeno e frágil e me aproveitei disso tudo. Seus sentimentos foram rápidos e não precisei enrolar muito. Deixei você imaginar mil coisas, pois assim é muito melhor, agora culpe-se por ter sido idiota..
 
Fui para você o monstro que você mais amou e agora fiz de seus pesadelos a verdade. Você me ama e não pode me deixar, já eu, posso tudo. Eu sou mutável, pois meu objetivo é me divertir com outras pessoas. Você foi a maior diversão que me aconteceu, pois foi legal chorar na sua frente, para deixar um momento tão peçonhento, mais sincero. Agora que você me ama posso usá-lo, pois mesmo que esteja claro e você já tenha notado, sua necessidade de mim o deixa imóvel.
 
Nossa, mas você é tão lindo e inteligente, está sendo enganado por alguém que parece fútil? Porque não sai disso? Vivem lhe perguntando isso, mas vá embora e me deixe aqui… Pode ir… Se você conseguir é claro, pois como um anjo voaria sem asas? Não, eu não esqueci de cortá-las!
 
Quando você está comigo sinto que está queimando, se controla para não desmoronar, pois tem medo de me perder. Você precisa de mim agora, pois como você mesmo disse sou único na sua vida. Eu sou o único, mas você é um qualquer, mais um brinquedo em uma loja cheia deles.
 
Agora sim! Eu o prendo sem estar preso a você… Te destruo, mesmo após já ter quebrado cada resquício da sua personalidade… Avassalador esse sentimento não é? Cheguei exatamente aonde eu queria… Eu  uso você e posso deixar isso claro, pois você está cego e ainda pior, enxerga às vezes, mas o matei. Descobri que é mais fácil matar sentimentos e personalidades, pois não existe um crime para isso.
 
Obrigado por me dar esse prazer.
 
Cordialmente,
 
Mentyra Amada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *