Jogando e Aprendendo

Games, apenas um passatempo ou um modo de se divertir? Será que as várias horas que passamos em frente ao computador ou ao videogame jogando foram inutilmente jogadas fora?

Para sua sorte e alívio, posso dizer que não. Existe uma série de pesquisas que provam que jogar faz bem… sim, isso mesmo, jogar!

É o que diz o artigo da  Scientific American Mind, How Video Games Change the Brain ( Como os Videogames Mudam o Cérebro). A pesquisa diz que os games desenvolvem desde coordenação motora até os sentidos, como visão e audição.

Jogos como Call of Duty ou Counter Strike Global Offensive, que são do estilo FPS (First Person Shooter / Atirador em Primeira Pessoa), contribuem para a visão, pois utilizam um estilo de tela ampla em que vários detalhes em diferentes locais da tela são importantes, e para audição, pois nesse tipo de jogo é importante ouvir os sons do cenário para uma melhor localização, além de sincronizarem movimentos das mãos com a visão e audição.

Outros testes feitos apontaram que os jogadores apresentam melhor tomada de decisões, raciocínio espacial, foco espacial e grande capacidade de percepção visual em relação a pessoas que não o habito de jogar.

Um estudo de 2006, dirigido pelo pesquisador C. Shauwn Green, mostrou que 15 pessoas não gamers jogaram cerca de uma hora diariamente durante 10 dias os jogos Medal of Honor: Allied Assault (FPS) e Tetris (puzzle / quebra-cabeça). Confrontando os resultados, os jogadores de FPS apresentaram melhores resultados nos três testes relacionados à atenção visual.

E para quem não é muito chegado ao controle ou mouse e teclado, uma ótima recomendação são os games da franquia Just Dance cujo objetivo é “apenas dançar”: além de ser muito divertido, você contribui para a saúde física do corpo.

Ainda tem alguma dúvida dos benefícios dos games? Já sabe o que vai jogar hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *