Paralimpíadas 2016

Os primeiros jogos paralímpicos surgiram em 1960, tudo começou na reabilitação de ex-combatentes da Segunda Guerra Mundial que precisavam movimentar-se e interagir de alguma forma para voltarem a sentir-se parte da sociedade, já que muitos deles tiveram membros mutilados, lesões na coluna e outros diversos danos físicos. Essa tentativa de inclusão social deu tão certo que permitiu e ampliou espaço para mais atletas com outras limitações físicas e em outras modalidades esportivas.

2016 foi a vez do Brasil sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, muitos investimentos públicos foram feitos para receber os turistas e os atletas, mas um fato não muito notado pelas pessoas me incomoda bastante. Durante as Olimpíadas a maior parte dos jogos foram transmitidos pelas emissoras de TV, os telejornais tiveram seus cenários modificados para entrar no “clima” da festa e as redes sociais encheram-se de comentários e postagens a cada medalha conquistada. No entanto, no dia 21 de agosto (fim das Olimpíadas), os vestígios de toda essa empolgação foram desaparecendo de qualquer meio de comunicação e quando as Paralimpíadas começaram, apenas notas surgiram na TV e nas páginas da internet.

A animação das pessoas, a dedicação dos repórteres para a cobertura dos jogos, os torcedores fomentados pelo amor ao esporte sumiram. Ninguém vê que as limitações dos atletas não impedem de torcer, vibrar e gastar com barris de cerveja para assistirem às competições.

Há alguma diferença que eu ainda não consigo ver. Um parece ser mais merecedor de atenção que o outro e a sociedade brasileira que tanto diz lutar por espaço para pessoas especiais parece não ter reparado que a mídia está simplesmente deixando esse momento tão especial na vida de muitos atletas passar despercebido.

Mesmo com toda a falta de reconhecimento, faltando 8 dias para o fim das Paralimpíadas, o Brasil já conquistou 9 medalhas de ouro, 17 de prata e 9 de bronze, algumas dessas medalhas são modalidades que nunca haviam sido conquistadas pelo Brasil. Enquanto nas Olimpíadas foram 7 medalhas de ouro, 6 de prata e outras 6 de bronze.

Os competidores paralímpicos brasileiros estão mostrando um potencial extremamente grande nesses dias de disputa, mostram a cada jogo que suas limitações físicas são só limitações e não um obstáculo e escancaram para todos que são ainda mais dignos do orgulho brasileiro porque mesmo que ninguém note, eles não desistem de lutar por algo que alimenta o amor e estimula muitas pessoas ao redor de todo o mundo, o esporte.

 

19259195

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *